SINTONIA COM A MARA

SINTONIA COM A MARA - Adultos são tão crianças!

SINTONIA COM A MARA - Adultos são tão crianças!
Ilustrao / Reproduo Facebook

A mente adulta carrega o aprendizado de toda a vida. A infncia, adolescncia e juventude esto guardadas em suas memrias, com suas marcas e seus sonhos. Quanto mais antigas, mais bem preservadas. Tudo o que foi assimilado se mantm ativo no pensamento e, consciente ou inconscientemente, influencia os sentimentos e as decises.

Muitos contedos da infncia no esto mais disponveis percepo adulta, mas continuam atuando de modo encoberto. Essas memrias so imperceptveis, ao ponto de uma pessoa debochar das prprias dores ou do sofrimento alheio como se nunca os tivesse sentido ou passado por situaes semelhantes e, sem se dar conta, faz exatamente aquilo que critica nos outros.
A mente bruta oficina do diabo e a ignorncia matria-prima para o preconceito estrutural. De gerao em gerao, crianas felizes so transformadas em pessoas insatisfeitas. Crianas cruelmente ridicularizadas pela famlia, amigos, professores e pela mdia, por suas aparncias, estaturas, condies socioeconmicas, pelo tom da voz, tipo de cabelo, peso e som do riso, se tornam adultos angustiados, inseguros e, no sabem o porqu.

Na escola, no trabalho, nas relaes conjugais ou em qualquer outro ambiente competitivo, pessoas so comparadas e criticadas de modo injusto. Seja por ignorncia ou muito conhecimento, magreza ou gordura, baixa ou alta estatura, ser casado ou solteiro, ser ou no ser pai ou me, pobreza e riqueza, cor da pele, religio, timidez e extroverso, orientao sexual, etc. Todas as diferenas esto sujeitas estranheza e ataques.

No esforo de padronizar a existncia, adultos e crianas so expostos a inmeros riscos e prejuzos fsicos e psquicos; por exemplo, alisar cabelos com formol. Adolescentes com casos leves de espinhas so tratados por pais e mdicos com medicamentos capazes de afetar o sistema nervoso, provocar depresso e outros males.

ilgico negar a diversidade humana e alimentar a ideia de seres humanos produzidos em linhas de montagem, em escalas industriais. No faz sentido alterar a liberdade de existir com suas magnficas imagens e diferentes formas de expresso, em nome da uniformizao do pensamento, das atitudes e aparncias.

Uma sociedade de controle se mantm com mentes no questionadoras, no reagentes, mas concordantes e aplaudentes. No se faz gente criativa atravs de processos de clonagem de crebros. No se converte a espontaneidade e a individualidade em comportamentos estandardizados. No se tolhem os direitos em nome da submisso voluntria vontade alheia, ao previsvel e esperado.
Como toda conquista exige tempo e empenho, preciso buscar sempre mais saber e, atravs do conhecimento, aplacar todos os males que matam a iniciativa, afloram o medo e o desgosto e favorecem o abuso de drogas para anestesiar o sofrimento, cuja causa pode estar na infncia e suas aes no inconsciente.

Mara Lcia Madureira - Psicloga

+ Sintonia

SINTONIA COM A MARA - O último ato

Quando a dor ultrapassa todos os limites, o prazer e a vontade inexistem, as relaes perdem o sentido, o mundo se torna hostil e viver causa estranheza, ainda existe sada. Quando...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Recaída, autoimagem e autossabotagem

muito comum, aps um lapso ou uma recada, pessoas, com a sndrome de dependncia de lcool ou outras drogas, no saberem explicar o motivo que as levou a consu...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Haja o que houver, fique sóbrio!

O isolamento social, as incertezas, preocupaes, dificuldades financeiras e de convvio, causadas pela pandemia, podem contribuir para o aumento da ansiedade, angstia...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Covid-19 e o bem e mal que se escondem em cada ser

A pandemia da Covid-19 expe outros males guardados no ser e ocultados dele prprio. O problema no se restringe aos riscos de contaminao, condies econmicas ...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Ano Novo: sobre recomeçar

Entre avanos e retrocessos Entre faltas e excessos Entre o sonho e o medo Entre tarde e muito cedo Entre ficar e partir Entre omisso e existir Entre assumir e negar Entre...

Leia +