SINTONIA COM A MARA - Recaída, autoimagem e autossabotagem

Ilustração / Reprodução Facebook

É muito comum, após um lapso ou uma recaída, pessoas, com a síndrome de dependência de álcool ou outras drogas, não saberem explicar o motivo que as levou a consumir a droga novamente.
Quando questionadas sobre o que aconteceu, costumam responder perplexas: “Não sei! Estava tudo bem. Quando vi, já tinha feito. Parece uma coisa... uma força ruim... sei lá... Parece um diabinho atentando para levar a gente para o buraco”.
A dificuldade para identificar o motivo do lapso ou da recaída se deve a um esquema mental inconsciente chamado autossabotagem – um mecanismo imperceptível à consciência, que atua com foco total na autodestruição de planos, sonhos e conquistas.
A autossabotagem não acontece apenas no tratamento da dependência química, mas em todas as áreas da vida: profissional, amorosa, financeira, empreendedora, etc. Age no sentido contrário à realização de qualquer tipo de projeto.
Quando tudo está caminhando bem, a pessoa toma uma atitude, que ela própria reconhece como estúpida, e coloca tudo a perder. É como dar uma rasteira em si mesmo ou puxar o próprio tapete.
O medo de não ser suficiente faz com que uma pessoa evite tentar ou a leva a tomar a pior decisão possível. Desse modo, ela se justifica e reforça seu sentimento de inferioridade e incapacidade.
Pessoas desencorajadas de seus sonhos duvidam de si mesmas, se adaptadas a perdas. Diante da possibilidade de realizar algo importante ou significativo, autossabotam-se, porque a ideia de sucesso não combina com a autoimagem de fracasso estabelecida em suas mentes.
Viver com sobriedade é muito mais do que parar de beber ou de usar outras drogas. Exige autoconhecimento e um bom plano de enfrentamento para situações de riscos – momentos criados por circunstâncias externas ou internas capazes de sabotar projetos de uma vida inteira.

Mara Lúcia Madureira - Psicóloga


Veja Também

SINTONIA COM A MARA - Adultos são tão crianças!

A mente adulta carrega o aprendizado de toda a vida. A infância, adolescência e juventude estão guardadas em suas memórias, com suas marcas e seus sonhos. Quanto ...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Haja o que houver, fique sóbrio!

O isolamento social, as incertezas, preocupações, dificuldades financeiras e de convívio, causadas pela pandemia, podem contribuir para o aumento da ansiedade, angústia...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Covid-19 e o bem e mal que se escondem em cada ser

A pandemia da Covid-19 expõe outros males guardados no ser e ocultados dele próprio. O problema não se restringe aos riscos de contaminação, condições econômicas ...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Ano Novo: sobre recomeçar

Entre avanços e retrocessos Entre faltas e excessos Entre o sonho e o medo Entre tarde e muito cedo Entre ficar e partir Entre omissão e existir Entre assumir e negar Entre...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Exploração: descoberta e abuso

A humanidade chegou ao mundo dotada de vocação exploratória e dom especial para desafiar limites. Movida por esse espírito, cruzou fronteiras, conquistou novos territórios, lançou-...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - No tribunal da vida: julgamentos e condenações

Quanto maior a ignorância de um ser humano, menor a necessidade de instrução, apuração e conhecimento, maior a capacidade de conclusão e resolução de tudo, mais rápidos os...

Leia +

SINTONIA COM A MARA – Experiências amargas: causas de fracasso ou sucesso

Todo ser humano tem desejo de poder, quer admita ou não. Poder tem a ver com segurança – a mais básica das necessidades.Para alguns, a busca de poder é marcada po...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Estou envelhecendo. Perdi ou ganhei?

Estou envelhecendo. E hoje, fazendo um balanço desses anos todos, vejo que perdi muitas coisas que eram importantes para mim e agora só restam lembranças. Perdi a pres...

Leia +

SINTONIA COM A MARA - Redes sociais: viver de cópias em tempos de inovação

Na aldeia global, mundo interconectado e repleto de oportunidades, grande parte da humanidade escolheu plantar-se diante das telas digitais e se deslumbrar com anúncios, lives, ...

Leia +