BEM-ESTAR

ARTIGO: Correlação entre obesidade e insuficiência cardíaca

ARTIGO: Correlação entre obesidade e insuficiência cardíaca
Prof. Dr. Edmo Atique Gabriel - Cardiologista e Cirurgio Cardiovascular

As pessoas tornam-se obesas em virtude de inmeros fatores, alguns genticos e outros adquiridos. Certamente no exagero afirmar que a obesidade jamais foi cerne de tantas pesquisas, especulaes e concluses, como nas ltimas duas dcadas. E isto pode ser atribudo a correlao entre a obesidade e a elevao de mortalidade cardiovascular.

Quando se pensa em obesidade e mortalidade cardiovascular, imediatamente a maior preocupao direcionada para o infarto do corao e o acidente vascular cerebral. Estas duas entidades clnicas indubitavelmente podem ser fatais, limitantes em alguns casos e causadoras de sequelas para o resto da vida. Contudo, pode-se destacar, neste trajeto quase linear entre a obesidade e mortalidade cardiovascular, a existncia de uma sndrome, no menos importante na promoo de eventos cardiovasculares deletrios - sndrome da apneia obstrutiva do sono.

Em geral, a sndrome da apneia obstrutiva do sono est relacionada a alguns aspectos anatmicos da cavidade nasal, cursando com passagem do ar mais restrita pelo nariz e induzindo o indivduo a respirar pela boca e ainda assim com certa dificuldade. Nos obesos, a dificuldade respiratria proporcional ao grau de obesidade e est relacionada no somente com aspectos anatmicos, mas tambm com significativa limitao funcional para executar os movimentos respiratrios com a devida normalidade e eficincia.

Com o passar dos meses e anos, os indivduos obesos desenvolvem a sndrome da apneia obstrutiva do sono, a qual impacta, cumulativamente, na necessidade de trabalho redobrado do corao. Os diversos sobressaltos que apneia produz durante o sono so responsveis por causar picos de hipertenso arterial e consequentes picos de sobrecarga cardaca. Caso nenhuma medida preventiva ou teraputica for adotada para mudar o curso natural desta sndrome, os indivduos podero apresentar insuficincia cardaca, quadro de disfuno global do corao.

Diante desta sequncia trgica de eventos: obesidade - apneia - insuficincia cardaca, as medidas preventivas seriam mais eficazes do que simplesmente tratar as complicaes. Tratar complicaes implica em necessidade de cirurgias e uso contnuo de muitos medicamentos e de acessrios para auxiliar a respirao durante o sono. Antes destas etapas teraputicas, seria prudente esgotar todas as possveis medidas preventivas.

Considerando que a obesidade o aspecto subjacente deste ciclo de eventos que termina com a insuficincia cardaca, todos os esforos deveriam estar direcionados para a preveno e tratamento da prpria obesidade. Primeiramente deve-se buscar auxlio de mdico especialista ou at de uma equipe de mdicos e profissionais de sade que contribuam nesta luta contra a obesidade.

Rever o estilo de vida o passo inicial e principal. Muitas vezes, a perda de peso fundamenta-se em modificar a rotina de trabalho, inserir mais horas de atividade esportiva, mais horas de atividades de lazer e cultura, mudar o padro da alimentao e adotar medidas de combate ao estresse. Atividade fsica orientada e executada regularmente extremamente eficaz na fase inicial e sobretudo na fase de manuteno do peso, propiciando maior conforto respiratrio durante o sono.

Para aqueles indivduos obesos, com apneia obstrutiva e sinais incipientes da insuficincia cardaca, o uso de alguns medicamentos, sob orientao mdica, mandatrio para tentar controlar a progresso do peso tal como promover a reduo do mesmo. Como alternativa teraputica, tambm muito eficiente, destaca-se a cirurgia baritrica, que contempla uma gama de tcnicas que visam reduzir a superfcie absortiva do tubo digestivo.

A trade obesidade-apneia - insuficincia cardaca representa a evoluo desfavorvel de um conjunto de hbitos de vida imprprios, eventualmente associados a fatores genticos. Para modificar o curso natural deste ciclo extremamente limitante, imprescindvel que haja conscientizao, iniciativa e execuo. Alm disso, recorrer aos mdicos e profissionais de sade tarefa obrigatria para definio das melhores estratgias preventivas e teraputicas.

www.coracaomoderno.com.br

Prof. Dr. Edmo Atique Gabriel 

Cardiologista e Cirurgio Cardiovascular

Professor LivreDocente

CRM 105226


+ Sintonia

ARTIGO: Por que nosso coração bate acelerado?

Dentre as principais queixas em consultrio cardiolgico, esto as palpitaes, as quais podem aparecer a qualquer momento do dia ou da noite, interrompendo...

Leia +

ARTIGO: Nosso coração tem sede também

A grande quantidade de gua e eletrlitos de nosso sangue tem direta influncia no funcionamento saudvel de nosso corao. Dessa forma, em situaes de hemorragia e profusa ...

Leia +

Empresários de Rio Preto entregam prêmio de R$ 10 mil para startup de educação

O Lide Futuro de Rio Preto escolheu a Skiuhub, uma plataforma online de aprendizado que ensina por meio de experincias presenciais, como a melhor iniciativa empreendedora. A start...

Leia +

Para 96% dos empresários, carga tributária e burocracia impedem crescimento dos negócios

Pesquisa feita pela Confederao Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Servio de Proteo ao Crdito (SPC Brasil), em parceria com o Sebrae, revela que9...

Leia +

Mila Menin lança DVD em Rio Preto

Mila Menin, cantora gacha radicada h cinco anos em Rio Preto, lana seu primeiro DVD, no domingo (dia 8). O lbum Pub Lado B foi gravado durante um show da cantora ...

Leia +